Iluminação Pública

Como funciona uma parceria pública-privada (PPP) de iluminação publica ?

Desde 2014, a gestão da iluminação pública foi transferida dos distribuidores de energia aos municípios. Essa mudança estimulou o desenvolvimento de parcerias públicas-privadas no Brasil onde um município pode conceder a um ator privado a gestão completa do parque de iluminação pública, com um prazo de 5 a 35 anos. O concessionaria privado tem o papel de assumir a totalidade dos investimentos, de operar e manter a infraestrutura de iluminação pública durante a duração da concessão. Com a queda do preço dos lâmpadas de LEDs (Light Emitter Diode ou Diodo Emissor de Luz) e a alta eficiência energética dessa tecnologia, as parcerias publica-privados no Brasil geralmente incluíam a obrigação de trocar e modernizar os pontos de iluminação atuais com LEDs, resultando em menor consumo de energia e redução da fatura de energia . O município fiscaliza o bom desenvolvimento da concessão com indicadores de desempenho e paga cada mês ao concessionário uma contraprestação, provendo dos recursos da contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (COSIP).

Quais são os benefícios do modelo de PPP de iluminação publica ?

Através de uma PPP, municípios compartilham os riscos de um grande projeto com um ator privado, capaz de assumir investimentos importantes em um prazo curto. Parques de iluminação pública modernizados com lâmpadas de LEDs podem reduzir de consumo de energia de 60-70% e fazer cair as faturas de energia dos municípios de maneira significante em um tempo recorde. A melhoria da iluminação pública traz grandes benefícios para os cidadãos e ajuda também a melhorar a segurança pública. Graças as indicadores de desempenho, o município não perde o controle da sua infraestrutura e tem a capacidade de assegurar o bom desempenho das obras e a excelente prestação de serviços.

O que é telegestão ?

A telegestão é um recurso utilizado para o monitoramento, controle, medição e diagnóstico de dispositivos, de maneira remota, através de redes de comunicação. No caso da iluminação pública, seu principal papel é o monitoramento, controle e medição de consumo das luminárias do sistema de iluminação nas vias públicas. Esse recurso possibilita uma gestão inteligente do parque de iluminação pública com funcionalidades como diagnóstico de falhas em tempo real, pronto atendimento e reparo, controle de intensidade do ponto luminoso para adequação a horários e necessidades de luminosidade e controle preciso do consumo de energia elétrica.

Como a iluminação pública pode tornar seu município em uma cidade inteligente ?

O conceito de cidade inteligente tem uma grande oportunidade de se tornar realidade através da modernização dos sistemas de iluminação pública. Os recursos de telegestão para iluminação publica podem ser utilizados para outras aplicações de Internet das Coisas e ser o veiculo para transitar dados de qualquer infraestrutura e utilidade urbana. Além das luminárias, esse rede inteligente poderia controlar câmeras, semáforos, captores, sensores de presença ou de lixeira, wi-fi.. e otimizar o funcionamento dos sistemas da cidade além de garantir uma melhor qualidade de vida e de serviços para cidadãos.