A administração da ENGIE Brasil Energia, após aprovação do Conselho de Administração da Companhia, assinou em 30 de agosto o contrato de venda para a FRAM Capital do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda, localizado em Capivari de Baixo, no Sul de Santa Catarina, cuja capacidade anual instalada é de 857 MW.

A transação ocorre 6 meses após o início do período de exclusividade concedido à FRAM Capital para o processo de due diligence do ativo. O preço de aquisição de 100% da participação acionária da empresa controlada Diamante Geração de Energia, detentora do CTJL, será de até R$ 325 milhões, sendo que R$ 210 milhões serão pagos no fechamento da operação e R$ 115 milhões estão sujeitos ao cumprimento de determinadas condições previstas no Quota Purchase and Sale Agreement (QPA).

“A venda do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda possibilitará uma transição gradual para a economia da região Sul de Santa Catarina, reduzindo potenciais impactos socioeconômicos locais quando comparada a um processo de descontinuidade das operações”, disse Eduardo Sattamini, Diretor-Presidente e de Relações com Investidores da ENGIE Brasil Energia. A transação ainda requer cerca de 60 dias para ser concluída.

Atualmente, aproximadamente 90% da matriz da ENGIE no Brasil é renovável, proveniente de fontes de geração hidrelétrica, eólica, solar e biomassa. “O processo gradual de descarbonização do portfólio da ENGIE no Brasil está alinhado à estratégia global de acelerar a transição para uma economia neutra em carbono, direcionando investimentos para geração renovável e infraestrutura”, afirmou o Presidente do Conselho da Companhia e CEO da ENGIE no Brasil, Maurício Bähr.

Além da assinatura do contrato de venda do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda, a Companhia também está recebendo propostas para a venda da Usina Termelétrica Pampa Sul, térmica a carvão situada no Rio Grande do Sul.

Sobre o Complexo Termelétrico Jorge Lacerda:

Localização: Capivari de Baixo (SC)

Capacidade total instalada: 857 MW

  • 3 usinas e 7 unidades geradoras de energia:

 

  • Unidade Termelétrica Lacerda A (UTLA)

2 unidades de 50 MW cada

2 unidades de 66 MW cada

Capacidade instalada: 232 MW

  • Unidade Termelétrica Lacerda B (UTLB)

2 unidades de 131 MW cada

Capacidade instalada: 262 MW

  • Unidade Termelétrica Lacerda C (UTLC)

1 unidade de 363 MW

– 320 empregados diretos
– 614 empregados terceirizados
– 600 empregados temporários nos períodos das revisões (três meses)

Certificações:

– ISO 9001 – Gestão da Qualidade (2004)

– ISO 14001- Gestão do Meio Ambiente (2004)

– ISO 50001 – Eficiência Energética (2014)

– OHSAS 18001 – Segurança e saúde do trabalho (2010)

– ISSO 37001 – Gestão Antissuborno (2020)